Anúncio

Bolsonaro propõe adiantar pagamento a servidor público

Presidente pediu que equipe econômica analise a possibilidade de pagamento ser feito no segundo dia útil após o dia 20 de cada mês

05/11/2019 06h43
Por: Redação
Fonte: notíciasaominuto

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) propôs à equipe econômica do governo, no âmbito da reforma administrativa, o adiantamento do pagamento de servidores públicos até o segundo dia útil após o dia 20 do mês. A informação foi antecipada em seu discurso durante a cerimônia do Dia do Servidor, na tarde desta segunda-feira (4/11/2019).

O presidente lembrou que a mudança chegou a ser feita com sua colaboração enquanto deputado federal, nos anos 1990.

“Nós conseguimos, naquela época, trazer o pagamento do servidor público para dentro do mês para pagar, ou seja, até o segundo dia útil após o dia 20. Foi uma tremenda coincidência, estava discutindo hoje a reforma administrativa, e propus à equipe econômica do Paulo Guedes resgatar isso, exceto o último mês, de dezembro, que passaria a ser pago no mês seguinte”, explicou.

“Nós conseguimos, naquela época, trazer o pagamento do servidor público para dentro do mês para pagar, ou seja, até o segundo dia útil após o dia 20. Foi uma tremenda coincidência, estava discutindo hoje a reforma administrativa, e propus à equipe econômica do Paulo Guedes resgatar isso, exceto o último mês, de dezembro, que passaria a ser pago no mês seguinte”, explicou.

No evento, Bolsonaro garantiu a estabilidade dos servidores atuais e disse que o governo busca “enquadrar” os servidores futuros. “Quem já é servidor, nada será alterado no tocante às suas garantias. Isso está garantido. O que se estuda é, daqui para frente, qual é a melhor forma de nós enquadrarmos o servidor público do Brasil”, disse.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias