Anúncio

MPMS apura acúmulo de cargos e contratações temporárias em cidades da fronteira

07/11/2019 19h00
Por: Redação
Fonte: mídiamax

O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) abriu inquérito civil para apurar se o ex-secretário de Segurança Pública de Ponta Porã, Marcelo Meneses Echeverria de Lima, cometeu alguma ilegalidade e acumulou cargos públicos indevidamente. O caso surgiu após denúncia anônima recebida pela promotoria local.

A denúncia, feita em junho, aponta que o ex-secretário também atuou como chefe substituto do Ministério do Trabalho em Ponta Porã, exercendo as duas funções durante os anos de 2017 e 2018, recebendo nos dois lugares.

Contudo, as investigações ainda estão em fase inicial e não é possível apontar se de fato houve ou não ilegalidade. A reportagem tentou falar com Marcelo, porém, até o fechamento do texto não conseguiu êxito no contato e o espaço para resposta segue aberto na matéria, atualizada assim que houver retorno.

Já em Antônio João, que assim como Ponta Porã fica na fronteira com o Paraguai, o Ministério Público abriu inquérito para apurar suposta irregularidade em contratações temporárias para ocupar cargos na prefeitura, mesmo havendo candidatos aprovados em concurso público que não foram convocados.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias