Epidemia Dor

Renato Gaúcho é submetido a cirurgia no coração e deve ter alta hoje

O comandante da equipe gremista, que recentemente renovou o seu contrato com o clube, já havia sido submetido a esse procedimento no coração há um ano

12/01/2020 10h38
Por: Redação
Fonte: Conteudoms

Renato Gaúcho foi submetido neste sábado, no Rio de Janeiro, a uma cirurgia no coração para corrigir uma arritmia que incomoda o treinador do Grêmio há alguns anos. O procedimento, chamado ablação, durou três horas e foi bem-sucedido. O técnico deverá receber alta do hospital Copa Star neste domingo.

 

“O procedimento do ano passado havia sido padrão para o tipo de arritmia que ele tem. Faz-se uma espécie de isolamento de uma região do coração por cauterização. O segundo procedimento foi feito para checar as linhas de isolamento e nós encontramos algumas fugas de correntes elétricas. Foram feitas novas cauterizações e um alargamento da área e foi também isolada uma região mais extensa no átrio esquerdo”, explicou Eduardo Saad, cirurgião responsável pelo procedimento. Paulo Rabaldo, médico do Grêmio, participou da cirurgia.

 

Renato Gaúcho recebeu dos médicos a recomendação de permanecer em repouso por uma semana. Depois disso, poderá voltar ao seu trabalho sem qualquer restrição. O Grêmio espera que até o próximo dia 20 o treinador comece a atuar na pré-temporada do time tricolor, que está sendo realizada em Porto Alegre.

 

“Estamos extremamente satisfeitos, o cenário foi o melhor possível. O Renato vai retomar a vida dele, estamos bem tranquilos”, relatou o médico Leandro Zimerman, responsável pela primeira cirurgia do treinador. Ele também participou da ablação realizada neste sábado.

 

A estreia do Grêmio na temporada de 2020 será no próximo dia 22 contra o Caxias, pelo Campeonato Gaúcho. Na Copa Libertadores, o primeiro jogo dos gaúchos será no dia 3 de março contra o América de Cali, na Colômbia.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias