Tarde Demais

Vacinação contra sarampo segue até dia 13 de março

27/02/2020 12h51
Por: Redação
Fonte: Prefeitura de Ponta Porã
64
Vacinação tem sequencia em todos os postos de saúde em Ponta Porã
Vacinação tem sequencia em todos os postos de saúde em Ponta Porã

A campanha de vacinação contra o sarampo para crianças com idades entre 5 e 19

anos de idade segue até o dia 13 de março, em todas as unidades de saúde em Ponta Porã. Nos

primeiros dias da campanha, pessoas procuraram as unidades para consultar a necessidade de tomar

uma nova dose da vacina tríplice viral. 

 

Além de estar dentro da faixa etária definida pelo Ministério da Saúde para receber a

vacina, que faz parte do calendário de imunização da criança, é necessário que não tenha uma ou

nenhuma dose da tríplice viral registrada na caderneta de vacinação ou no sistema de

acompanhamento da Prefeitura, ou que não se lembre de ter tomado a vacina e não tenha como

comprovar a imunização. 

 

A campanha continua até o dia 13 de março em todas as unidades de saúde da família

e unidades básicas de saúde. Se há alguma dúvida quanto à imunização, recomenda-se que busque

uma das unidades para sanar a incerteza e, assim, já receber a dose, caso seja necessário. 

 

De acordo com informações, a meta do Ministério da Saúde é vacinar 2,6 milhões de

crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões adultos. Ao todo, 60,2 milhões de doses da tríplice viral

foram adquiridas para garantir o combate à doença nos municípios.

 

O sarampo é uma doença viral, altamente transmissível. Os principais sintomas são

febre, tosse, coriza, conjuntivite e exantema (manchas avermelhadas pelo corpo). Passa de pessoa

para pessoa através de secreções expelidas pelo doente ao tossir, respirar e falar.

 

Em 2016, a OMS declarou a região das Américas área livre do sarampo. Mas o vírus

voltou a circular em 11 países das Américas em 2018. A Venezuela é o país com maior incidência da

doença, concentrando 85% dos casos. Com a crise financeira e política no país, muitos venezuelanos

têm buscado abrigo em países vizinhos, entre eles o Brasil, o que pode ter ajudado a disseminar a

doença.

 

Desse modo, reforça-se a necessidade da realização da campanha contra a poliomielite

e contra o sarampo, a fim de captar crianças ainda não vacinadas ou que não obtiveram resposta

imunológica satisfatória à vacinação, minimizando o risco de adoecimento dessas crianças e,

consequentemente, reduzindo ou eliminando os bolsões de não vacinados.

 

Postos de vacinação – ESF Jardim Estoril, ESF Vila Áurea, ESF Zenilda Terra Siqueira, ESF

Dr. José Issa, ESF Ipê 2, ESF Jardim Alegrete, ESF Sanga Puitã, ESF Nery Azambuja, ESF Pedro

Monteiro, ESF Jardim Vitória, ESF Enfermeira Elisa Medina, ESF Dr Carlos Augusto Pissini Sobreiro,

Centro Integrado de Saúde (CIS), ESF Dra. Nislaine Colman Benites, praça Lício Borralho (Consultório

de Rua), ESf Anastácio Basílio (Itamarati/sede), ESF Cabeceira do Apa e ESF Leonor Coelho Batista.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.