Tarde Demais

São José vence nos pênaltis e elimina Chapecoense na Copa do Brasil

28/02/2020 06h15
Por: Redação
Fonte: midiamax
56
Foto: Divulgação/Chapecoense
Foto: Divulgação/Chapecoense

A Chapecoense está eliminada da Copa do Brasil. Na noite desta quinta-feira, pela segunda fase, a equipe catarinense foi ao estádio Passo d’Areia, em Porto Alegre (RS), e, após empate sem gols no tempo normal, acabou perdendo para o São José-RS por 5 a 4 na disputa de pênaltis.

 

Com o resultado, os donos da casa avançaram para a terceira fase e vão enfrentar Atlético Goianiense ou Santa Cruz, que duelam na próxima quarta-feira, no Estádio Olímpico, em Goiânia (GO). A Chapecoense, por outro lado, retoma as atenções para o Campeonato Catarinense, no qual luta contra o rebaixamento.

 

A etapa inicial foi morna no gramado sintético do Passo d’Areia, sem muitas oportunidades. Mesmo assim, os anfitriões controlaram as ações, ditaram o ritmo e, além de não terem sido ameaçados, tiveram os melhores momentos dos primeiros 45 minutos de partida Aos sete, aliás, Gustavo Xuxa experimentou da intermediária e exigiu boa defesa do goleiro Tiepo.

 

Na sequência, aos oito, Thayllon até balançou as redes, mas a arbitragem pegou toque de mão do atacante no início da jogada. Já aos 18, a grande chance do primeiro tempo. Gustavo Xuxa finalizou, dentro da área, mas Joílson tirou de cabeça, salvando a Chapecoense. No rebote, Rafael Tavares tentou de cabeça, tirando tinta do travessão.

 

O segundo tempo começou movimentado. Com menos de 30 segundos, Thayllon fez jogada pelo lado direito e cruzou rasteiro. Marcos Vinícius, lateral-direito visitante, tentou fazer o corte e bateu esquisito na bola, que, para sorte da Chapecoense, pegou na trave. Os donos da casa seguiam mandando na partida.

 

Aos 13 minutos, Thayllon fez grande jogada individual, passou com estilo por Alan Ruschel, puxou para o meio e finalizou forte Tiepo se esticou todo e colocou para escanteio. O goleiro visitante, inclusive, teve problemas no ombro no lance e precisou deixar o confronto, sendo substituído por Elias, com passagens por Juventude e Vitória.

 

Os bons momentos da Chapecoense saíram nos minutos finais da partida. Aos 41, Márcio tentou driblar Paulinho Moccelin, que fez o desarme e acionou Aylon. Bem posicionado na entrada da área, o atacante bateu firme, rente à trave direita. Já aos 44, Aylon aproveitou a bola no alto e emendou forte finalização. O goleiro Fábio apareceu e fez a defesa.

 

PENALIDADES MÁXIMAS – Nas primeiras oito cobranças de pênaltis, quatro para cada lado, as equipes tiveram aproveitamento primoroso, com todas as tentativas sendo convertidas.

Na última da série, porém, tanto Paulinho Moccelin, dos visitantes, quanto Alexandre Camargo, dos visitantes, erraram. Na sexta cobrança, Crystopher, após erro de Lima, garantiu a vaga para o São José.

 

O São José estreia na Taça Francisco Novelletto, o segundo turno do Campeonato Gaúcho, neste domingo, às 18h, diante do Ypiranga, no estádio Passo d’Areia, em Porto Alegre. Lutando para afastar o risco de rebaixamento, a Chapecoense visita o Figueirense, às 16h de domingo, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela sétima rodada da primeira fase do Campeonato Catarinense.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.