Tarde Demais

Maia sobre suspensão de contrato de trabalho: “Impensável”

Deputado criticou ações do Planalto na luta contra o Covid-19: "Se o governo não entender que tem que colocar dinheiro, aí fica difícil"

23/03/2020 20h32
Por: Redação
Fonte: Conteudoms
61

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), demonstrou, nesta segunda-feira (23/03), estar satisfeito com a retirada de pauta, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), do trecho da Medida Provisória nº 927/2020 que previa a suspensão de contratos de trabalho por 4 meses. “O artigo 18 era impensável. O resto, dá para discutir”, ressaltou o parlamentar em entrevista à CNN.

 

A MP, publicada na noite desse domingo (22/03), permitiria, inicialmente, a suspensão do contrato de trabalho por até 4 meses, com a possibilidade de bloqueio também dos salários.

 

Diante da repercussão negativa – o próprio Maia já havia classificado a MP como “capenga” -, Bolsonaro recuou e retirou o artigo 18 – que tratava da suspensão dos contratos de trabalho.

 

Maia observou que a retirada desse ponto da MP – “que deixava o trabalhador sem nenhuma garantia” – dará mais tranquilidade a todos nesse momento de aflição, por conta da pandemia do coronavírus.

 

“Agora está na hora do diálogo entre os 3 Poderes”, disse ele, dando a receita para se assegurar recursos e estrutura para o enfrentamento do Covid-19, mas com a garantia de empregos.

 

O deputado, no entanto, chamou a atenção do Palácio do Planalto mais uma vez: “Se o governo não entender que tem que colocar dinheiro, aí fica difícil”, destacou.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.