coronavirus2

Quarentena: como entreter os pets e quais os cuidados durante o isolamento?

Com o isolamento social por conta do novo coronavírus, ficamos em casa com nossos animais de estimação. Confira algumas dicas profissionais para manter a saúde dos animais

03/04/2020 12h27
Por: Redação
Fonte: midiamax
75
(Reprodução)
(Reprodução)

Grande parte do Brasil e o mundo está passando pelo isolamento social para combater os avanços da pandemia da Covid-19. Com todo mundo em casa, humanos e pets, tiveram uma mudança drástica de rotina. Com isso, é crescente a preocupação de como manter o bem-estar e cuidar dos animais neste período. Mas o que pode ser feito para entreter cães e gatos e ainda minimizar problemas comportamentais?

 

Segundo o médico veterinário Otávio Pirani (CRMV-MS 7270), o primeiro passo é se adaptar à quarentena e ficar atento às notícias falsas que relacionam os animais ao Covid-19 e a disseminação do vírus. Abandonar o seu animalzinho ou levá-lo para outro local por medo de contágio não deve ser uma opção.

 

“É importante salientar que o coronavírus dos cães, são espécie-específicos, ou seja, apenas os cães se infectam, não é transmitido aos seres humanos. A imunização feita pela vacina polivalente, que protege contra o coronavírus dos cães, não deve ser utilizada em humanos”, reitera o médico veterinário.

 

Há malefícios aos pets se os tutores ficarem em casa todo o tempo?

Quarentena: como entreter os pets e quais os cuidados durante o isolamento?

Muitos animais de estimação passam períodos sozinhos em casa e agora terão a presença constante do tutor. Só isso já é uma grande mudança na rotina deles. Os cães e gatos estão cada vez mais próximos dos humanos, sendo assim, o momento é ótimo para fortalecer, estreitar e se aproximar mais de seu pet.

 

O enriquecimento do ambiente é fundamental para auxiliar os animais nesse momento. Além disso, qualquer alteração em seu ambiente e rotina pode ser muito estressante. Os estímulos positivos com brinquedos, mudanças na rotina e na nutrição, são caminhos que podem ser usados pelos tutores para entreter os bichinhos. Essas atividades também são importantes por estimularem a prática de atividades físicas, cognitivas, sociais, contribuindo na prevenção de doenças.

 

“Há várias maneiras de reverter esses comportamentos. Uma ótima ferramenta são os enriquecimentos ambientais, ajudando tutores que residem em casa e apartamento. Por exemplo: brinquedos de interesse do animal, contato com outros animais de sua própria residência, introduzir novos petiscos apropriados a cada espécie, mudar o local ou a forma de oferecimento da ração”, reitera Otávio Pirani.

 

Mudanças de hábitos

 

Quarentena: como entreter os pets e quais os cuidados durante o isolamento?

 

O Conselho Federal de Medicina Veterinária recomenda que as clínicas e os hospitais veterinários mantenham o funcionamento, de preferência em regime de plantão para consultas de animais que necessitem de atendimento de urgência e emergência.

 

Porém, devem ser mantidas todas as recomendações a fim de conter a proliferação do vírus, como: reforçar a higienização, agendamento de atendimento, limitação da visitação, remarcação de procedimentos eletivos, entre outros.

 

“Os pet-shops e agropecuárias são importantes por comercializarem alimentos e medicamentos veterinários, considerados itens básicos de subsistência e saúde dos animais. Já a parte estética de banho e tosa deve ser evitada, estimulando que os tutores realizem a higiene dos pets no próprio domicílio”, finaliza.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.