Epidemia Dor

Da janela, pai é visto estuprando filha e acaba espancado por vizinhos em Campo Grande

Mãe disse que menina de 10 anos já havia relatado sobre estupros do pai

21/09/2020 09h37
Por: Redação
Fonte: midiamax
418
Menina disse que era estuprada desde os 4 anos (Ilustrativa)
Menina disse que era estuprada desde os 4 anos (Ilustrativa)

Foi preso na última sexta-feira (18), em Campo Grande um homem de 43 anos acusado de estuprar a filha de 10 anos, na região sul da cidade. Ele acabou espancado pelos vizinhos que ficaram sabendo do crime. O homem passa por audiência de custódia nesta segunda-feira (21).

O crime aconteceu por volta das 13 horas da última sexta (18), quando a menina estava dormindo na mesma cama em que a mãe e o pai, sendo que o pai pegou a filha no colo e a levou para a sala onde tinha um colchão. Ele, então, tirou a roupa da menina e tentou manter conjunção carnal, mas a vizinha que havia chegado na casa flagrou a cena pela janela.

Quando a mulher foi até a janela do quarto da amiga e avisou que o marido estava abusando da filha do casal. A mãe da criança foi até a sala e gritou para o marido que foi encontrado enrolado em uma coberta e a menina nua em estado de choque.

A notícia do estupro se alastrou rapidamente pelo bairro e quatro moradores invadiram a casa do homem e o agrediram. O homem foi socorrido e levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) para ser medicado devido aos ferimentos e depois levado para a delegacia.

A menina contou que desde os 4 anos é estuprada pelo pai. A mãe da criança disse que há havia presenciado por três vezes o marido estuprando a filha, mas não sabe por que nunca denunciou. Ela disse que toma remédios controlados e sempre cai em sono profundo.

Em depoimento, o homem disse ser usuário de pasta base e sobre os fatos preferiu ficar em silêncio, assim como, a sua esposa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.