Epidemia Dor

Empresário de MS e mulher são presos com maconha no interior de MG

Homem de 54 anos e a mulher de 38 viajavam com os filhos pequenos, de 6 e 8 anos

26/09/2020 10h52
Por: Redação
Fonte: campograndenews
353
Casal de MS estava com quatro tabletes de maconha (Foto: Jornal de Uberaba)
Casal de MS estava com quatro tabletes de maconha (Foto: Jornal de Uberaba)

Dono de lojas de autopeças em Ponta Porã, Dourados e Campo Grande, empresário de 54 anos, identificado apenas como Aparecido, foi preso por tráfico de drogas no interior de Minas Gerais. Ele e a mulher, chamada apenas de Valdirene, de 38 anos, viajavam com os filhos pequenos, de 6 e 8 anos. 

O casal transportava quatro quilos de maconha. A pequena quantidade chama atenção, uma vez que os carregamentos enviados da fronteira do Paraguai com Mato Grosso do Sul sempre superam toneladas. 

A suspeita é de que se tratasse de amostra para futuros compradores.

 

A prisão ocorreu após perseguição de policiais militares na região de Uberaba, no Triângulo Mineiro. Conforme informações da PM, a tentativa de abordagem aconteceu na Avenida Niza Marquez Guaritá, no bairro Manoel Mendes.

 

Conduzindo um Toyota Corolla, o empresário sul-mato-grossense fugiu até o anel viário da cidade e depois pegou a BR-262 em direção a Araxá, mas foi preso alguns quilômetros a diante.

Durante buscas no carro com apoio de cão farejador, os PMs encontraram os tabletes de maconha pesando quatro quilos e R$ 4,9 mil em dinheiro. Aparecido afirmou que pegou a droga em Ponta Porã e receberia R$ 10 mil para entregar em Nova Serrana (MG).

Os policiais também fizeram buscas no hotel de Uberaba onde o casal ficou hospedado. Segundo a PM, a prisão ocorreu na noite de quarta-feira (23), mas só ontem foi divulgada à imprensa mineira.

Aparecido e Valdirene foram levados ontem para a penitenciária. Em depoimento, a mulher alegou não saber da droga. Disse que o casal está em processo de separação e fez a viagem para tentar a reconciliação. Os dois meninos foram entregues ao Conselho Tutelar de Uberaba.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.