Epidemia Dor

Funcionário de lava-rápido sequestrado é encontrado morto

O rapaz estava amordaçado, com o corpo parcialmente carbonizado e com os pés e mãos amarrados

12/10/2020 17h28
Por: Redação
Fonte: campograndenews
312
Corpo foi encontrado em uma estrada vicinal, parcialmente carboizado (Foto: Direto das Ruas)
Corpo foi encontrado em uma estrada vicinal, parcialmente carboizado (Foto: Direto das Ruas)

Após horas de busca, Lucas Daniel Coronel, de 21 anos, sequestrado na manhã desta segunda-feira (12), em Pedro Juan Caballero, foi encontrado morto na região de fronteira com Ponta Porã – a 323 quilômetros de Campo Grande. O rapaz estava amordaçado, com o corpo parcialmente carbonizado e com os pés e mãos amarrados. 

Lucas trabalhava em um lava-rápido de Pedro Juan Caballero e estava saindo para entregar o carro de um cliente quando foi interceptado pelos sequestradores. Três homens, encapuzados e armados, forçaram o jovem a entrar no veículo em que estavam, um Fiat Siena. Testemunhas presenciaram o crime e avisaram a polícia, que imediatamente começou as buscas.

Conforme apurado pela reportagem, o corpo de Lucas foi deixado em uma estrada vicinal da colônia Porteira Ortiz. Ele estava amordaçado, com as mãos e pés amarrados e ainda pegava fogo quando foi encontrado. Por conta disso, parte do rosto e dos braços ficaram carbonizados.

Nesta manhã, os responsáveis pela investigação afirmaram que o sequestro e agora morte de Lucas, pode ter ligação com o duplo assassinato ocorrido na cidade paraguaia também nesta manhã. Isso porque o carro usado no sequestro teria as mesmas características do envolvido na execução.

O duplo homicídio aconteceu Bairro Santa Tereza, também nesta manhã. Segundo a polícia, os primos Kevin Alejo Hidalgo e Luís Miguel Cuevas estavam em uma moto quando foram abordados pelos pistoleiros e baleados. Um deles correu para uma casa na tentativa de escapar, mas foi alcançado e morto.

Fronteira violenta – Em menos de 24 horas quatro pessoas foram assassinadas na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. O primeiro crime foi registrado na noite de ontem (11). Cândido Gimenez Duarte, 21 anos, foi executado por dupla em motocicleta, por volta das 20h, na Rua Daniel Dias.

Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no Hospital Regional Pedro Juan Caballero. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.