Epidemia Dor

Mulher e amante armaram

Luiz Carlos dos Santos, 57 anos, foi morto com tiros no tórax e na nuca

15/10/2020 15h23Atualizado há 2 semanas
Por: Redação
Fonte: campograndenews
136
Crime foi investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Bandeirantes. (Foto: Divulgação/Sinpol)
Crime foi investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Bandeirantes. (Foto: Divulgação/Sinpol)

Luiz Carlos dos Santos, 57 anos, encontrado morto no início da manhã do último sábado (10) às margens de estrada vicinal em Bandeirantes, cidade distante a 70 quilômetros de Campo Grande, foi executado em uma "casinha" armada pela esposa e o amante. 

Ao Campo Grande News, o delegado Jarley Inácio de Souza explicou que no local onde o corpo de Luiz foi encontrado, às margens da estrada do Barreirão, não havia indícios de que o crime se tratava de roubo, já que a motocicleta da vítima não havia sido levada. 

Os policiais tentaram contato com a esposa de Luiz, Débora Regina dos Reis Guimarães, 41 anos, mas ela não atendeu as chamadas. Durante as diligências, os agentes encontraram imagens da vítima passando pela cidade com a mulher na garupa, pouco tempo antes do crime.

Segundo o delegado, Débora acabou procurando a delegacia para registrar a morte do marido e relatou que eles haviam sido vítimas de assalto. Ela contou que seguia com o esposo pela estrada do Barreirão, quando foram abordados por dois bandidos de motocicleta. Luiz teria sido executado durante o roubo.

Durante as investigações, os policiais localizaram um boletim de ocorrência de ameaça registrado por Luiz. Nas imagens de câmeras de segurança encontradas pela polícia, a caminhonete que foi citada no registro policial apareceu entrando na estrada onde a vítima foi morta.

Débora acabou confessando que havia armado uma "casinha" com o amante, Abadio da Silva, 70 anos, para matar Luiz. Ela relatou que era casada com a vítima há 11 anos e que sempre foi maltratada por ele.

Conforme a mulher, ela já teve os cabelos cortados por Luiz com uma faca e o marido também já havia jogado a motocicleta contra um caminhão. "Quando encontrava o amante, ela bombardeava ele com essas informações", disse o delegado. 

Então, Abadio e Débora decidiram armar uma "casinha" para matar Luiz. Com a informação de que a vítima havia sido chamada para matar um porco numa chácara da região, Abadio ficou de tocaia na estrada.

"Ela (Débora) ligou para o amante e disse que estava saindo de casa com o marido. Na estrada, Luiz não reconheceu a caminhonete do autor. A esposa disse que o motorista estava precisando de ajuda e, quando a vítima parou para ajudar, foi atingida pelos tiros", explicou.

Luiz foi morto com tiros no tórax e na nuca. A arma usada no crime foi encontrada no mangueiro da fazenda onde Abadio estava. Ele confessou o crime.

O casal foi preso por homicídio e levado para a Delegacia de Polícia Civil de Bandeirantes.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.