Epidemia Dor

Após renúncia de ex-prefeito, MDB indica empresária para disputar eleições em Bodoquena

Maria Girleide Rovari, derrotada no pleito de 2016, substitui Jun Iti Hada e volta a ser opção nas urnas este ano

18/10/2020 14h19
Por: Redação
Fonte: midiamax
112
Empresária Maria Girleide Rovari substitui Jun Iti Hada em Bodoquena (Foto: Reprodução/FacebooK)
Empresária Maria Girleide Rovari substitui Jun Iti Hada em Bodoquena (Foto: Reprodução/FacebooK)

A Justiça Eleitoral aceitou pedido de renúncia de Jun Iti Hada, ex-prefeito de Bodoquena, que tentaria voltar ao cargo nestas eleições pelo MDB. Assim, o partido indicou a empresária Maria Girleide Rovari para substituir o médico na corrida pelo Executivo.

A 15ª Zona Eleitoral de Miranda ainda vai julgar o registro de candidatura de Girleide. Por outro lado, o candidato a vice da coligação “Bodoquena Acima de Tudo”, que reúne MDB, PTB e PSL, segue o mesmo da chapa anterior – Geraldo Preto (PTB).

O pedido de renúncia de Jun Iti Hada havia sido juntado ao processo de candidatura na última terça-feira (13). Segundo declaração, o recuo é por “razões de foro íntimo”.

O médico administrou Bodoquena por dois mandatos, de 2009 a 2016. Mas, ao tentar voltar este ano, foi alvo de dois pedidos de impugnação de candidatura – do Ministério Público Eleitoral e da coligação rival, a “Bodoquena Não Pode Parar”, que aglutina PSDB, PSD, Democratas, Progressistas e Cidadania.

As petições se apoiavam em duas situações previstas na Lei Complementar 64/1990, a Lei da Inelegibilidade. A primeira delas é a condenação de Jun Iti Hada a dois anos de prisão por crime contra a administração pública. O médico cometeu perícia falsa duas vezes.

Além disso, a administração de Hada teve as contas de 2013 julgadas irregulares pela Câmara Municipal de Bodoquena. A decisão se baseou em parecer do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul).

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) recebeu na sexta (16) o registro da substituição de Jun Iti Hada por Girleide. A empresária de 56 anos disputou as eleições de 2016 pelo MDB, mas acabou derrotada pelo atual prefeito e candidato à reeleição, Kazuto Horii (PSDB).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.