corona virus exemplo

Campo Grande é a capital do Brasil com o maior percentual de fumantes, diz IBGE

Estado ocupa a segunda posição no consumo de tabaco e álcool, entre as capitais Campo Grande e a quinta que mais consome álcool

18/11/2020 19h06
Por: Redação
Fonte: midiamax
68

Nesta quarta-feira (18), o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) publicou uma pesquisa nacional de saúde em relação ao consumo de álcool e tabaco. No ranking, o Estado aparece em segundo lugar entre os maiores consumidores de álcool, e o quinto entre as capitais. Já em relação ao tabaco, Mato Grosso do Sul mantem a segunda posição e Campo Grande lidera entre as capitais mais fumantes do país.

O uso prejudicial do álcool é um dos maiores fatores de risco para a população. Em todo o mundo, 3 milhões de mortes por ano resultam do uso nocivo do álcool, representando 5,3% de todas as mortes. Esse uso é considerado uma das principais causas de DCNT (Doenças Crônicas Não Transmissíveis), bem como dos acidentes e violências.

Em Mato Grosso do Sul, a ingestão habitual de álcool foi relatada por 704 mil pessoas. O estado tem o segundo maior percentual entre as UFs (Unidades Federativas) com 35,5% de consumo, ficando atrás apenas do RS, com 39,9%. O menor valor foi obtido no AC, com 15,7%.

Campo Grande tem o quinto maior percentual de consumo de álcool dentre as capitais, com 38,9%. Em primeiro fica Porto Alegre, com 47,5%. O menor percentual é o de Manaus, com 17,3%.

Outro dado importante coletado foi a variável de pessoas que dirigiram logo após ingerir álcool. O dado é baseado na porcentagem dos motoristas de 18 ou mais anos, que dirigiram nos últimos 12 meses.

MS tem o 12º maior percentual de pessoas que dirigiram após beber, com 20,5% dos motoristas. O estado com maior percentual é o TO, com 31,4%. O menor, RS, com 11,4%. Os números mostram que, dentre as pessoas que dirigiram nos últimos doze meses, cerca de 139mil, no Estado, conduziram o veículo após ter consumido álcool. Em Campo Grande, foram 58 mil.

Por grupos de idade, as distribuições mostram que o principal grupo que consome álcool e que dirige após ter bebido é aquele composto pelas pessoas com 25 a 39 anos de idade, seguido pelo daqueles com 18 a 24 anos.

Fumantes em MS

A epidemia de tabagismo é uma das maiores ameaças à saúde pública que o mundo já enfrentou, matando mais de 8 milhões de pessoas por ano em todo o mundo. Mais de 7 milhões dessas mortes são resultantes do uso direto do tabaco, enquanto cerca de 1,2 milhão são o resultado da exposição de não fumantes ao fumo passivo.

No Estado, 14,9% da população de 18 anos ou mais é fumante atualmente, São 296 mil pessoas mantem o hábito. MS tem o segundo maior número dentre as UFs. O maior foi obtido no RS, com 15,8%. O menor, em Sergipe, com 8,2%.

Em Campo Grande, os números ficam em 16,1% (109 mil pessoas). Campo Grande tem o maior percentual de fumantes dentre as capitais, sendo Aracajú o menor, com apenas 4,9% da população.

Entre as mulheres, apenas 12,2% eram fumantes em MS. Entre os homens, 18%. Na capital, 18,7% dos homens eram fumantes e 14,5% das mulheres.

Em MS, entre os grupos de idade, o de 18 a 24 anos é o que apresenta a maior porcentagem, com 15,2%, seguido do de 25 a 39 anos, com 14,9%. Na capital os grupos seguem a mesma ordem, com 20,5% e 16,8%

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.