corona virus exemplo

Com saída de Mara, “Cegonha” vira presidente interino da Fundação de Cultura

Gustavo de Arruda Castelo, o promoter “Cegonha”, teve nomeação por Reinaldo Azambuja para assumir a presidência da casa de cultura

19/11/2020 12h28
Por: Redação
Fonte: campograndenews
43
Gustavo
Gustavo "Cegonha" foi um dos criadores da boate Mr. Dan nos anos 90 e responsável pelo Festival de Inverno de Bonito

Com a exoneração de Mara Caseiro da presidência da FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul), quem assume interinamente o órgão é Gustavo de Arruda Castelo, 47 anos, o conhecido promoter “Cegonha” da cena cultural campo-grandense. 

Nos anos 90, ele foi um dos criadores da boate Mr. Dan e também já foi responsável pela coordenação das edições do Festival de Inverno de Bonito.

A resolução com o nome dele foi assinada ontem (18) pelo governador Reinaldo Azambuja, e publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial do Estado. Anteriormente, a responsável pelo cargo era a deputada estadual Mara Caseiro (PSDB).

Mudança na casa – Com a morte de Onevan de Matos, a vaga na Assembleia Legislativa ficou aberta para a tucana. Ao deixar o comando da Fundação – assumindo então seu terceiro mandato na casa de leis –, seu discurso de posse foi voltado ao “aprendizado” que teve nos últimos anos na função.

“Foi um verdadeiro presente. Nós conseguimos honrar os compromissos com os artistas e produtores culturais”, confirmou.

Ainda, garantiu que montou uma equipe de gestão sólida para a entidade, dando espaço para servidores de carreira e especialistas no setor. Segundo Mara, a FCMS encontra-se “em boas mãos”.

Por enquanto, existem alguns nomes cotados para a efetiva nomeação da presidência da Fundação de Cultura – mas ainda sem nenhuma confirmação.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.