corona virus exemplo

Grávida é mantida em cárcere por 4 meses por pai que ameaçou matar bebê

Jovem disse que foi levada para outra cidade pelo pai que a manteve em cárcere por não aceitar seu relacionamento com o marido

20/11/2020 06h33
Por: Redação
Fonte: midiamax
86

Uma grávida de 21 anos conseguiu fugir e pedir ajuda na Deam (Delegacia Especializada de Pronto Atendimento à Mulher), na noite desta quinta-feira (19), em Campo Grande depois de ser mantida em cárcere privado pelo próprio pai de 52 anos.

Na delegacia, ela contou que seu pai não aceitava o seu relacionamento com seu marido, que começou em julho de 2019. Em janeiro deste ano, a mulher teria ido até Aquidauana a pedido do pai ficando hospedada na casa de sua avó por 15 dias, onde conseguia manter contato com terceiros, mas no mês de fevereiro foi levada para Porto Murtinho pelo pai.

Na cidade ficou na casa de seu avô até junho deste ano sendo mantida em cárcere privado pelo pai e proibida de manter contato com outras pessoas, sendo vigiada a todo momento. Ela ainda contou que foi ameaçada de morte e que seu pai teria dito que faria com que ela perdesse seu bebê.

Para tentar escapar, a vítima disse que estava com dores na barriga forçando seu pai a retornar com ela para Campo Grande. Mas, chegando na Capital continuou sendo vigiada e humilhada com palavras de baixo calão pelo autor. Mas, na noite desta quinta (19), ela conseguiu sair de casa e procurar ajuda na delegacia. O caso foi registrado como sequestro e cárcere privado, injúria e ameaça.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.