Banner MAIS SOCIAL (EM ANEXO)
Banner MS CRESCE MUNICÍPIOS 1

Mais de 88 mil pessoas aguardam 2ª dose da Coronavac em MS, afirma secretário

Estado conseguirá vacinar 5,6 mil pessoas em atraso com as novas doses

03/05/2021 17h47
Por: Redação
Fonte: midiamax
42
Pessoas que tomaram a 1ª dose da Coronavac, devem aguardar novas doses para completar a imunização. - Foto: Arquivo | Midiamax
Pessoas que tomaram a 1ª dose da Coronavac, devem aguardar novas doses para completar a imunização. - Foto: Arquivo | Midiamax

Assim como outros estados, Mato Grosso do Sul sofre com a falta de doses da Coronavac para completar a vacinação do grupo de risco para a Covid-19. De acordo com o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, 88,4 mil pessoas aguardam o envio de unidades para tomarem a segunda dose do imunizante no Estado.

“Nós tínhamos mais ou menos 94 mil pessoas que receberam a primeira dose e iam receber a segunda”, revelou ao Jornal Midiamax. Porém, com a chegada de 5,6 mil doses da Coronavac no Estado, “a gente vai ter 88,4 mil precisando da segunda dose”.

Assim, ele lembra que essas são pessoas que “já venceram o prazo [da segunda dose] e ainda precisam receber”. Segundo o secretário, um indicativo de nova remessa da Coronavac deve ser divulgado a partir de terça-feira (4).

Resende disse que a SES (Secretaria de Estado de Saúde) já conversa com os municípios para agilizar a vacinação quando novas doses chegarem “Nós estamos muito sintonizados com os secretários, então a gente vai fazer uma vacinação em massa naqueles que estão aguardando a D2”.

Para intensificar a aplicação de doses, a SES recomenda a vacinação nos períodos da noite. “Inclusive pedimos para os municípios criarem estrutura não só no período diurno, mas também no noturno”. Campo Grande já adota a aplicação de vacinas nos três turnos em alguns pontos de imunização.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.