Banner MAIS SOCIAL (EM ANEXO)
Banner MS CRESCE MUNICÍPIOS 1

Hábito 'comum' da população tem gerado multas de até R$ 500 em cidades de MS

Além de crime, situações incomodam vizinhos, que não hesitam em denunciar

03/05/2021 17h53
Por: Redação
Fonte: midiamax
55
Reprodução
Reprodução

Situação comum e recorrente em muitos lugares, o ato de queimar o lixo no quintal está gerando multas de até R$ 500 em Mato Grosso do Sul. Hábito aparentemente banal tem sido alvo da PMA (Polícia Militar Ambiental) em Aquidauana e Anastácio e pesando no bolso dos infratores.

De acordo com a PMA (Polícia Militar Ambiental), 17 pessoas já foram autuadas e multadas por incêndio desde o dia 23 de março. Desse número, 16 foram por incêndios urbanos e um por incêndio rural em pastagem.

Segundo levantamento feito pelo Jornal Midiamax com os casos divulgados pela PMA (15 no total), as multas geralmente são de R$ 400 e em casos específicos ultrapassa esse valor. 

Na maioria das ocasiões, os infratores limpam o quintal e juntam as folhas, galhos e outros materiais e ateam fogo para que eles virem cinzas. Acontece que a fumaça dispersada na atmosfera pode causar problemas de saúde principalmente para crianças, animais e pessoas com problemas respiratórios. 

Além disso, nesta época é comum grandes incêndios por conta do tempo mais seco. No caso da queima de lixo, as chamas podem atingir a vegetação e tomar proporções perigosas, principalmente próximo a residências. 

Incêndios podem sair do controle. (Foto: Divulgação/ PMA)

Ainda conforme o levantamento, a maioria a levar as multa foram homens, na faixa etária de 25 a 73 anos. Seis multadas eram mulheres, na faixa de 28 aos 61 anos. Nove casos foram no município de Aquidauana e cinco em Anastácio. 

O caso que aconteceu na área rural gerou uma multa de R$ 19,5 mil, onde um incêndio em pastagem saiu do controle, enquanto usavam o fogo em montes de vegetação e tocos no meio do pasto. A equipe da PMA mediu a área incendiada que perfez 19,5 hectares. A autuada foi a proprietária de 59 anos.

Já a situação de incêndio em lixo que gerou a multa mais alta aconteceu em em Aquidauana, no dia 29 de março. Uma mulher juntava folhagem e incendiava em frente de sua residência, causando muita fumaça e incômodos aos vizinhos, que chegaram a reclamar, porém, não foram atendidos.

A PMA foi ao local e chegou no momento em que a infratora estava incendiando mais um monte de folhas das árvores que ela havia juntado em limpeza e realmente foi constatada muita fumaça. A PMA teve que extinguir o fogo. A mulher, de 61 anos, foi multada em R$ 570.

A população tem denunciado os incêndios e a PMA tem atuado na operação “Prolepse”, de prevenção aos incêndios em Mato Grosso do Sul. Apesar de o foco especial ser na região rural do Pantanal, dentro dos trabalhos, os incêndios urbanos também são preocupantes e a sua prevenção e combate é uma das metas da operação.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.