MS que cresce junho

Parlamentares brasileiros se reúnem com membros do Partido Comunista Chinês para falar sobre democracia

09/06/2021 14h20
Por: Redação
Fonte: gazetabrasil
93

O Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa (IREE) e o Centro de Segurança e Estratégia Internacional da Universidade Tsinghua da China organizaram um evento online para debater a importância dos partidos políticos para a governabilidade. Serão dois dias de discussões transmitidas online.

Para falar de democracia, o evento convidou representantes do Partido Comunista da China (PCCh). Como debatedores, o evento traz lideranças de partidos de esquerda brasileiros, além de representantes do partido comunista chinês e teóricos marxistas.

 Segundo o site oficial do evento, o objetivo da cerimônia é “pensar o papel dos partidos políticos na modernização da governança e gestão pública”. Porém, na China, o Partido Comunista é o único no poder desde a Revolução Comunista.

Do lado brasileiro, foram convidados o deputado federal e presidente do MDB, Baleia Rossi , o presidente do PDT, Carlos Lupi, a vice-governadora de Pernambuco e presidente do PCdoB, Luciana Santos, a deputada federal e presidente do PT Gleisi Hoffmann, o presidente do PSOL Juliano Medeiros, o  deputado federal e presidente do PSDB Bruno Araújo, e o presidente do PSD, Gilberto Kassab.

 Já representando a China, foram convidados o historiador e ex-vice-Director do Centro de Investigação de História do PCCh, Zhang Baijia,o teorista do Marxismo na China e ex-vice diretor do Centro de Pesquisa Histórica do PCCh, Li Junru, o secretário-geral do Fórum China do Centro Internacional de Segurança e Estratégia da China Zhang Lirong, o embaixador da República Popular da China no Brasil Yang Wanming, o ex-ministro do Departamento Internacional do PCCh, Yu Hongjun,  e do vice-diretor do Instituto de estudos latino-americanos do Instituto de Relações Internacionais Contemporâneas da China, Sun Yanfeng.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.