Banner Sanesul - Institucional Setembro

Desastroso: Uma mistura de Sarney com Dilma, presidente da Argentina leva o país ao colapso e congela preços

14/10/2021 17h03
Por: Redação
Fonte: terrabrasilnoticias
85

O governo de Alberto Fernández, da Argentina, negociou com os setores industrial e de comércio o congelamento de preços de uma cesta de 1.245 produtos básicos por 90 dias. A informação é do jornal La Nación.

A intenção do governo socialista é tentar segurar a taxa de inflação, que supera 50% ao ano.

A medida não causa estranheza diante da condução peronista do país e da proximidade das eleições legislativas, em 14 de novembro. Mas na Argentina e no Brasil, onde o congelamento de preços foi provado no passado, mostrou-se ineficiente. Represou o aumento da inflação, que escalou assim que a iniciativa foi eliminada.

A Argentina convive há anos com a escalada de preços, que corrói o poder aquisitivo da população. Sobretudo, de mais de 17 milhões de pessoas abaixo da linha de pobreza.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.