Sanesul Outubro

Moradora da fronteira de MS pode ter sido executada por causa de inveja de amigas

Letícia Magali Sanabria Romero, de 29 anos, foi assassina no dia 10 de setembro e polícia investiga

18/11/2021 13h22
Por: Redação
Fonte: midiamax
225
Letícia trabalhava como garota de programa no clube Osíris, em Valdeorras, na Espanha - Reprodução/Nius Diário
Letícia trabalhava como garota de programa no clube Osíris, em Valdeorras, na Espanha - Reprodução/Nius Diário

A morte de Letícia Magali Sanabria Romero, de 29 anos, ex-moradora de Pedro Juan Caballero está sendo investigada pela polícia espanhola. Ela foi assassinada no dia 10 de setembro, na cidade de Valdeorras, na Espanha, com requintes de crueldade, que podem ter sido praticados por três ‘amigas’, que tinham inveja da vítima.

Segundo investigações da Guardas Civis da Unidade Orgânica e da Polícia Judiciária do Comando de Ourense, região da cidade de Valdeorras, duas mulheres, uma de nacionalidade,  nigeriana, de 41 anos, companheira de quarto  e outra brasileira, de 40,  foram presas como supostas autoras do crime.

Letícia trabalhava como garota de programa no clube Osíris, em Valdeorras e atendia clientes no apartamento onde foi morta há mais de dois meses. Ela estava na Espanha desde 2018 e, segundo informações do Jornal Nius Diário, de Galícia, ela sustentava a família de oito irmãos que moram em Yby-Yau.

O tio de Letícia, Libero Francisco Assis Sanabria conversou com a reportagem do Midiamax e relatou que a prisão das duas pessoas suspeita pela morte da sobrinha, representa um certo conforto para os familiares.

 “Ela perdeu o pai quando ainda era criança, mas sempre foi uma pessoa generosa. Parte do que ganhava ela mandava para a mãe e para os irmãos”, relata Sanabria. Ele contou ainda, que ela nunca perdeu o contato com os familiares, que moravam em Pedro Juan Caballero, mas acabaram se mudando para Yby-Yau, onde ela foi sepultada.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.