Sanesul Outubro

Em evento, Damares chama pastores para luta contra violência doméstica

Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos disse que defesa das mulheres é pauta cristã

24/11/2021 17h26
Por: Redação
Fonte: campograndenews
20

Seguindo a agenda na Capital, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, convidou líderes religiosos para a luta contra violência doméstica. Damares está em Campo Grande desde o início da manhã desta quarta-feira (24) em evento na Comunidade Cristã Aliançados Arena.

Após anunciar o lançamento de aplicativo para encontrar crianças desaparecidas e programa de qualificação profissional para mulheres, a ministra destacou a importância do papel de pastores no combate à violência doméstica.

“Deixa eu dar um recado para os líderes religiosos que estão aqui: quando uma mulher chegar na tua igreja com um olho roxo, não só ore por ela. Ore também, mas depois que você orar, tu vai pegar na mão dessa mulher e vai para a delegacia denunciar”, disse.

Em sua fala, Damares destacou que a sociedade espera atuação das igrejas, “é o que a sociedade espera de todos nós. Bora gente, dá para virar o jogo”, completou. Sobre as ações de proteção às mulheres, a ministra ainda disse que este não é um assunto feminista, “proteger mulher não é pauta de esquerda, não é pauta de feminista, não é pauta de comunista, proteger mulher é pauta cristã”.

Além de destacar a importância dos líderes religiosos, ela também reforçou que políticas públicas devem ser propostas regionalmente para o enfrentamento da violência doméstica.

Agenda - Ainda hoje, Damares irá visitar a Casa da Mulher Brasileira às 17h. No local, ela irá explicar detalhadamente sobre o programa Qualifica Mulheres, que pretende oferecer qualificação a 5 mil mulheres que foram vítimas de violência doméstica e abusos em Mato Grosso do Sul.

A iniciativa envolve recursos estaduais e conhecimento do Ministério de Damares para realização de tais ações. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.