Sanesul Outubro

Governo lança área de presevação de 12,6 mil hectares na bacia do Rio da Prata

Segundo o governador Reinaldo, a medida busca proteger um dos pontos trurísticos mais vistados de MS

25/11/2021 13h03
Por: Redação
Fonte: campograndenews
33

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), anunciou na manhã desta quinta-feira (25), que irá entregar na Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), um projeto de lei que pretende estabelecer 12,6 mil hectares da bacia hidrográfica do Rio da Prata como APP (Área de Preservação Permanente). O local escolhido fica no município de Bonito, um dos lugares turísticos mais visitados de Mato Grosso do Sul.

“Essa medida foi elaborada a várias mãos, como: Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além de integrantes da sociedade civil. É muito importante ter todos esses agentes discutindo o meio ambiente, como preservação de todas as áreas que compreendam os nossos ecossistemas. Portanto, é nosso dever ter essa posição porque até agora, quem preservou o Pantanal, foi justamente o homem e a mulher pantaneira”, enalteceu os ribeirinhos.

O governador ainda afirmou que esse tipo de medida ajuda a evitar que as bacias dos rios Formoso e da Prata, sejam atingidos por sedimentos provocados por ação humana, como visto em anos anteriores.

“Hoje iremos protocolar esse projeto para que cenas como aquelas, que ‘turvaram’ a água limpa desses rios, não voltem a se repetir. Além disso, o projeto prevê uma compensação financeira para aqueles que deixem de explorar essas áreas sensíveis. Portanto, nosso objetivo maior é deixar essas áreas intocadas”, explicou Azambuja.

Reconhecimento - Em outro momento da agenda, o governador voltou a citar a importância das famílias pantaneiras para a região. De acordo com o chefe do Executivo estadual, o reconhecimento desse trabalho de preservação hoje é contemplado pelo maior projeto intitulado Ilumina Pantanal.

A medida - que leva energia elétrica solar para ribeirinhos - recebeu um prêmio ontem (24), em Birmingham, na Inglaterra, como o melhor "Projeto Internacional Solar e/ou Armazenamento do Ano". A iniciativa é realizada pelo Governo do Estado, em parceria com a concessionária Energisa e a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

“Esse reconhecimento demonstra que estamos no caminho certo em busca da tão falada sustentabilidade. Precisamos levar até a região energia e infraestrutura, para que esse crescimento sustentável permaneça”, projetou Reinaldo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.