Sanesul Outubro

Bolsonaro: ‘Por mim, não teria Carnaval’

Presidente voltou a lembrar que decisão sobre medidas restritivas cabe a prefeitos e governadores, segundo o STF

25/11/2021 13h56
Por: Redação
Fonte: Revista Oeste
40

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 25, que, no que dependesse de sua vontade, não haveria Carnaval no Brasil em 2022.

Ele falou sobre o assunto em entrevista à Rádio Sociedade, da Bahia, quando indagado sobre o avanço da pandemia de covid-19 na Europa.

“Por mim, não teria Carnaval. Só que tem um detalhe: quem decide não sou eu”, disse Bolsonaro. “Segundo o Supremo Tribunal Federal, quem decide são os governadores e os prefeitos. Não quero aprofundar nessa que poderia ser uma nova polêmica.”

 

O presidente da República voltou a destacar que coube a prefeitos e governadores a tomada de decisão sobre medidas relacionadas ao combate ao coronavírus.

“Em fevereiro do ano passado, ainda estava engatinhando a questão da pandemia. Pouco se sabia, praticamente não havia óbitos no Brasil. Eu declarei emergência, e os governadores e prefeitos ignoraram e fizeram o Carnaval. As consequências vieram”, afirmou Bolsonaro.,

“Chegamos a 600 mil óbitos. E alguns tentaram imputar a mim essa responsabilidade. Não tenho culpa disso. Não estou me esquivando nem apontando outras pessoas. É uma realidade, é uma verdade. Todo o trabalho de combate à pandemia coube aos prefeitos e aos governadores. O que coube a mim? Mandar recursos”, completou.

Ao falar sobre as medidas restritivas que voltaram a ser impostas em diversos países da Europa, Bolsonaro demonstrou preocupação. “Estou vendo que alguns países da Europa estão retomando medidas de lockdown. Se tiver outro lockdown no Brasil, em Estados e municípios, vai quebrar de vez a economia. Esta é a nossa preocupação.”

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.