: Entregas 2021 Sanesul Governo

Eduardo Riedel e ministra Tereza Cristina avaliam perdas na safra em função da estiagem na região sul do Estado

14/01/2022 07h16
Por: Redação
Fonte: Portal do MS
104

Em função da estiagem que prejudicou lavouras e a produção do Estado, o secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, acompanhou a ministra da Agricultura, Tereza Cristiana, durante visita a propriedades rurais na cidade de Naviraí, que tiveram perdas em função da falta de chuvas ao longo dos últimos meses.

“Estamos aqui em Naviraí onde podemos atestar a perda gigante que teve nesta área, que representa os prejuízos que ocorreram aqui na Região Sul do Estado, em função da estiagem. Temos que agradecer a ministra por ter vindo e agora é avaliar o que podemos fazer e encaminhar algumas soluções para ajudar o produtor sul-mato-grossense”, descreveu o secretário Eduardo Riedel.

Tereza Cristina ressaltou que está fazendo as avaliações, para tomadas de decisão no Ministério da Agricultura. “É muito triste a gente ver esta situação, porque o produtor se programa, usa tecnologia, mas teve este prejuízo devido a estiagem, na faixa que sai do Rio Grande do Sul e chega ao Mato Grosso do Sul”.

A ministra reconheceu que as perdas foram significativas no campo. “Agora é hora de levantar a cabeça e olhar para frente, para achar as soluções e pensar no que podemos fazer ao setor. A safrinha já está chegando e por isso as ações precisam ser muito rápidas para as tomadas de decisão ao produtor rural”. Ela ainda participou de reunião com os produtores da cidade.

Além da comitiva da ministra, participaram da agenda os secretários Eduardo Riedel (Infraestrutura), Jaime Verruck (Semagro), os presidentes da Aprosoja, André Dobashi, e da Famasul, Marcelo Bertoni.

Decreto

No dia 3 de janeiro o governador Reinaldo Azambuja anunciou o Decreto de Situação de Emergência nas 79 cidades do Estado, devido a seca e a estiagem. A decisão tem como objetivo ajudar os produtores rurais, que foram prejudicados em função da falta de chuvas nos últimos meses.

Com o Decreto, os produtores podem acionar o seguro agrícola, assim como o Proagro (Programa de Garantia da Atividade Agropecuária). Também poderão requisitar alongamento em pagamentos de financiamento e ainda prorrogar as parcelas de suas dívidas. Ainda se busca o reconhecimento federal da situação de emergência no Estado.

“Desde o mês de dezembro, estamos monitorando a questão da estiagem e seca prolongada em Mato Grosso do Sul. Estamos com volume de chuvas muito pequenas, que trazem grandes problemas em todo o Estado, por isso decretamos a situação de emergência nos 79 municípios”, afirmou o governador.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.