APP transportador - Estado

EUA: Inflação no atacado sobe 11% em abril, mantendo-se perto de alta de 40 anos

12/05/2022 10h05
Por: Redação
Fonte: gazetabrasil
39

Os preços no atacado aceleraram mais do que o esperado em abril, uma vez que a inflação continuou perto de uma alta de 40 anos como resultado da forte demanda do consumidor, problemas na cadeia de suprimentos relacionados à pandemia e a guerra russa na Ucrânia.

O Departamento do Trabalho disse nesta quinta-feira (12) que seu índice de preços ao produtor, que mede a inflação no atacado antes de chegar aos consumidores, subiu 11% em abril em relação ao ano anterior. No comparativo mensal, os preços cresceram 0,5%. Embora isso marque uma ligeira moderação em relação à leitura de março de 11,2%, o indicador ainda ficou acima da previsão de 10,7% dos economistas da Refinitiv, sugerindo que as pressões inflacionárias permanecem fortes. 

O núcleo de inflação no atacado, que exclui as medidas mais voláteis de alimentos e energia, aumentou 0,6% no mês, após alta de 0,9% em março. Nos últimos 12 meses, os preços básicos subiram 6,9%.

 No geral, os preços dos bens subiram 1,3% no mês passado, o quarto aumento consecutivo e o maior contribuinte para a inflação global. Os preços da construção também subiram 4,0% em abril, enquanto os preços dos serviços se mantiveram estáveis ​​no mês passado.

O aumento nos preços no atacado vem na esteira de um relatório separado do Departamento do Trabalho divulgado na quarta-feira que mostrou que o índice de preços ao consumidor subiu 8,3% em abril em relação ao ano anterior, muito mais do que os economistas esperavam. Os consumidores estão pagando mais por necessidades diárias, incluindo mantimentos , gasolina e carros .

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.