APP transportador - Estado

Fachin: ‘Quem trata de eleição são forças desarmadas’

'Ninguém e nada interferirá na Justiça Eleitoral', disse o presidente do Tribunal Superior Eleitoral

12/05/2022 17h05
Por: Redação
Fonte: Revista Oeste
41

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luiz Edson Fachin, disse nesta quinta-feira, 12, que quem cuida das eleições são as “forças desarmadas” e também afirmou que “ninguém e nada interferirá” na Justiça Eleitoral. As declarações foram dadas durante visita à sala do tribunal onde estão sendo realizados testes de segurança nas urnas eletrônicas.

“Quem vai ganhar as eleições é a democracia. Nós vamos diplomar os eleitos e isso certamente acontecerá. Há muito barulho, mas este tribunal opera com racionalidade técnica”, disse Fachin. “Vamos ter dia 2 de outubro, o Brasil terá eleições limpas, seguras, com paz e segurança. Ninguém e nada interferirá na Justiça Eleitoral.”

“Não mando e não recebo recado de ninguém. A afirmação é muito nítida. Quem investe contra o processo eleitoral investe contra a democracia. É um fato, e fato fala por si só. Não se trata de recado, é uma constatação. Temos respeito a todo chefe de Estado e jamais nos furtaremos ao diálogo”, declarou.

“Quem trata de eleição são forças desarmadas e, portanto, dizem respeito à população civil , que de maneira livre e consciente escolhe seus representantes. Logo, diálogo sim, colaboração sim, mas a palavra final é da Justiça Eleitoral”, completou Fachin.

O presidente do TSE disse ainda que a Justiça Eleitoral não vai se dobrar a quem quiser tomar as rédeas das eleições. “A Justiça Eleitoral está aberta a ouvir, mas jamais estará aberta a se dobrar a quem quer que seja [que queira] tomar as rédeas do processo eleitoral”, completou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.