UEMS - MARÇO - PANTANAL TECH

Riedel valida decisão dos clubes e vai continuar com apoio financeiro ao futebol

Assembleia com debates acalorados é apaziguada pela intervenção do governador, que reafirmou compromissos

07/06/2024 18h10
Por: Redação
Fonte: Campo Grande News
Governador Eduardo Riedel durante pronunciamento na assembleia dos clubes (Foto: Alex Machado)
Governador Eduardo Riedel durante pronunciamento na assembleia dos clubes (Foto: Alex Machado)

Durante a assembleia para determinar o futuro da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul) ocorrida nesta sexta-feira (7), as acaloradas discussões e trocas de acusações entre os representantes dos clubes foram interrompidas com a chegada do governador Eduardo Riedel (PSDB). Foi o único momento em que os participantes silenciaram e prestaram atenção a quem estava com a palavra.

Em um breve discurso, Riedel reforçou o compromisso do governo estadual com o futebol, destacando que o apoio financeiro às competições e ao desenvolvimento do esporte será mantido, independentemente das escolhas internas dos clubes sobre a liderança da FFMS, desde que essas decisões sejam tomadas de forma democrática e saudável.

"Queria dizer que esse momento precisa de equilíbrio, pois o que aconteceu ainda tem muita coisa a ser apurada. Esse colegiado que tem que discutir o futebol para chegar a um bom termo. Nosso compromisso vai se manter com o futebol de Mato Grosso do Sul de maneira cada vez mais forte. Estamos discutindo o Morenão, centro de treinamento, sei que não é fácil num momento como esse de chegar a um entendimento”, frisou Riedel.

O governador deixou claro que o governo não pretende interferir nas discussões entre os representantes do futebol sul-mato-grossense e a CBF. Ele enfatizou a importância de uma escolha ponderada por parte dos dirigentes para a liderança da FFMS.

“Não vou indicar ninguém, quem decide são vocês. Isso não é papel do governo, nosso papel é estar ao lado do futebol sul-mato-grossense. Sei que não tem solução simples e espero que a decisão de vocês seja sustentável e em direção ao bom resultado do futebol”, finalizou Riedel.

A assembleia foi convocada em um contexto de total turbulência desde a prisão de Francisco Cezário. O encontro contou com a presença de 24 clubes profissionais, cinco amadores e diversos representantes de ligas, todos preocupados com a nomeação de Petrallás e desejosos de destituir toda a diretoria eleita em 2022.

Convocada pelo Esporte Clube Comercial e presidida pelo advogado Reinaldo Leão, a reunião expressou forte descontentamento com a nomeação de Petrallás, questionando os critérios utilizados pela CBF. Caso a maioria dos presentes decida pela destituição do interventor, a decisão será encaminhada ao Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso do Sul que posteriormente a enviará à CBF. 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.