LEI DO PANTANAL - ASSEMBLEIA - junho e julho

Portaria cria programa para fortalecer municípios de fronteira em MS

Meta é criar oportunidades para melhorar a infraestrutura urbana em regiões mais distantes

10/07/2024 10h01
Por: Redação
Fonte: Campo Grande News
Programa inclui cidades gêmeas, como as localizadas na fronteira com Bolívia (Foto/Arquivo)
Programa inclui cidades gêmeas, como as localizadas na fronteira com Bolívia (Foto/Arquivo)

Portaria do Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional estabelece o PFI (Programa Fronteira Integrada), que tem como uma das áreas prioritárias as regiões fronteiriças com Mato Grosso do Sul. A meta é criar oportunidades para melhorar a infraestrutura urbana e gerar renda à população que vive em regiões mais afastadas.

A portaria foi publicada hoje no Diário Oficial da União, assinada pelo ministro Antonio Waldez Góes da Silva.

Nela, constam os estados prioritários, sendo citados o arco de fronteira central, que inclui MS, MT e RO e as cidades gêmeas no Brasil. Aqui no Estado, Bela Vista, Corumbá, Mundo Novo, Paranhos, Ponta Porã, Coronel Sapucaia e Porto Murtinho têm esse status, que são aquelas cortadas pela linha de fronteira e que apresentam potencial de integração econômica, social e cultural com cidades do país vizinho.


Para fins de execução das ações previstas a partir do PFI, os órgãos públicos e privados envolvidos poderão firmar contratos, convênios ou acordos de cooperação. As possíveis fontes de financiamento são orçamento geral da União e o FCO (Fundo Constitucional do Centro-Oeste), este, no caso de MS.

O Mato Grosso do Sul já integra o programa desde 2020, tendo a inclusão renovada com as portarias atualizadas. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.