LEI DO PANTANAL - ASSEMBLEIA - junho e julho

MS é um dos estados onde imposto sobre herança mudará com Reforma Tributária

Progressividade é uma premissa da reforma tributária, por isso estado vai precisar de nova lei

10/07/2024 18h50
Por: Redação
Fonte: Campo Grande News
Atualmente a alíquota do ITCMD de MS é de 6% em causa de morte e 3% em doação
Atualmente a alíquota do ITCMD de MS é de 6% em causa de morte e 3% em doação

As mudanças causadas pela reforma tributária alcançam também o imposto sobre heranças e doações, porém, em Mato Grosso do Sul, para haver de fato essas mudanças, é necessário o que o Governo do Estado crie legislação específica.

Entre as mudanças, está o ITCMD (Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação), que varia de 1% a 8% de acordo com o estado. Com isso, os estados são obrigados a aprovar leis que tornem o imposto progressivo, ou seja, com alíquotas diferenciadas por faixa de valor recebido.

E Mato Grosso do Sul está entre as exceções de estado que não fazem cobrança progressiva. Junto dele estão São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Alagoas, Amazonas, Amapá e Roraima.

Atualmente a alíquota do ITCMD de MS é de 6% em causa de morte e 3% em doação. Só que entre as novidades está, justamente, a obrigação de que os governadores cobrem a alíquota máxima fixada pelo Senado Federal - hoje de 8% - sobre grandes patrimônios, cujo valor deve ser definido pelos próprios estados.

Por isso a Câmara deve votar um projeto obrigando os estados como Mato Grosso do Sul cobrarem os 8%. As mudanças só podem entrar me vigor a partir de 2025. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.